Making Of da ilustração “To be or not to be”

Sempre à frente de seu tempo, Machado de Assis tem como marca a crítica social. E como falar de tabus é uma excelente forma de criticar a sociedade e seus valores, o suicídio foi tema do conto “To be or not to be”, que inspirou esta ilustração.


O conto retrata o dilema de um jovem de 27 anos que, movido pelo sentimento de fracasso na carreira, decide colocar fim na própria vida. Porém, ao se apaixonar por Cláudia, André desiste. E em mais uma reviravolta, o jovem se vê frustrado, tendo ficado sem a promoção e sem o amor de Claudia, aceitando assim, sua vida medíocre.


Assim, com esse final inesperado, Machado de Assis nos leva a refletir sobre o que, para ele, motiva um suicídio, encerrando o conto afirmando: “Tanto é certo que o suicídio depende mais das impressões e disposições do momento, que da gravidade do mal.”


Na criação dessa ilustração utilizei a técnica da monotipia com giz pastel seco, que além de altamente artesanal, permite obter apenas uma única cópia da imagem. No processo de estudo da técnica, tive como referência a obra do pintor e gravurista francês, Edgar Degas, conhecido por seus tons pastéis e por ter sido um dos principais entusiastas da monotipia.


Ao todo, para se obter o resultado final, são usadas duas camadas de papel, prensa e tinta tipográfica. A imagem deve ser trabalhada na ordem invertida e seu ponto de partida é sempre uma mancha de tinta.


Esta ilustração fiz para o Projeto Travessias, que te convido a conhecer acessando a página @travessias_incontros. Lá você pode saber um pouco mais sobre esse clube de assinatura literária incrível que, a cada mês, nos leva a imersões por novas trilhas culturais. Além de textos, a experiência é guiada também por meio de playlists, ilustrações e sugestões de vinhos








2 visualizações0 comentário